fbpx

Nordeste: Um ecossistema de raízes profundas

O nordeste é conhecido por sua cultura, praias e clima com temperaturas mais altas durante boa parte do ano. O turismo na região atrai pessoas de diversos países, pessoas que buscam descanso ou as tradicionais festas da região, então o que faz do Nordeste uma referência na produção de soluções digitais?

Quando o assunto é formação tecnológica a região desenvolveu pólos relevantes, entregando profissionais capacitado. Por outro lado a região foi, durante muitos anos, exportadora de talentos, ao passo que era baixo o volume de empresas com boas oportunidades de trabalho para esse perfil profissional.

Nos últimos anos, especialmente por conta do surgimento das primeiras comunidades de startup, iniciou-se um movimento de retenção de talentos na região. A partir dai tivemos maior visibilidade sobre a capacidade criativa de negócios digitais, os comportamentos empreendedores e as características dos contextos.

O cenário atual dos ecossistemas do nordeste

Os ecossistemas do nordeste desenvolveram características que giram em torno da resiliência e do comportamento voltado a fazer mais com menos. Isso ganha força à medida que os negócios diminuem a “migração obrigatória” para grandes centros, como São Paulo, em busca de caminhos efetivos de crescimento. No início dos anos 2010 para uma startups nordestina captar investimento e clientes era quase obrigatório mudar a operação para São Paulo, um movimento que vem diminuindo de 2015 para cá.

Alguns cases de startups que se tornaram referências, mantendo a base operacional na região, como a In Loco de Recife e a Agenda Edu de Fortaleza, estimularam outras empresas a só buscar centros como São Paulo para desenvolver os setores comerciais ou estreitar a relação com potenciais investidores.

A permanência das startups na região estimulou a criação de programas e ações de suporte ao desenvolvimento de startups, aumentando muito o número de startups criadas. Programas que vão desde a 85 Labs, aceleradora de Fortaleza, primeira a representar o nordeste no programa Startup Brasil, até a criação de uma nova estratégia do Porto Digital, em Recife, para suportar o desenvolvimento de startups.

Hoje conseguimos ver ações como o programa Black Swan em São Luís, os Corredores Digitais, executado pelo governo cearense, o StartPB do SEBRAE Paraíba, a Overdrives, mais nova aceleradora da região e o Hub Salvador que conecta diversas startups na capital baiana. O nordeste pode ser considerado um ecossistema maduro, capaz de formar talentos de qualidade, suportar a criação e o desenvolvimento de startups, realizar algumas modalidades de investimento e conectar com os principais fundos de investimento nacionais.

O que esperar da região a partir de agora?

Ainda há muito o que se desenvolver no ecossistema nordestino de startups, começando em reforçar as conexões regionais que aproximem os pólos e facilitem a troca de experiências e oportunidades. Nossa região conectada pode dar maior relevância nacional e internacionalmente, por isso é preciso rever parte do legado gerado nos últimos anos, tais como:

  1. A visão e a relação com nossos talentos , tratando-as como “mão de obra” barata, o que aumenta a busca por melhores oportunidades profissionais em outras regiões;
  2. O comportamento de não se expor, mostrando o que está sendo feito e os resultados relevantes que estão sendo conquistados na região, especialmente cases regionais que se destacam nas comunidades e não ganham visibilidade nacional;
  3. Quebrar a percepção que na região tem poucas oportunidades de investimento, identificando perfis com potencial investidor, especialmente entre grandes corporações.

Por fim, é fundamental que as comunidades trabalhem o sentimento de pertencimento entre as empreendedoras, impactando as relações, as trocas de experiência e a geração de oportunidades de negócio.

Acredito nos nossos negócios, assim como parte da nossa vegetação que tem raízes profundas para alcançar água e sobreviver, somos nós, resilientes e capazes de entregar valor sem deixar as dificuldades atrapalharem a jornada.

Mapeamento de Comunidades do Nordeste 2020
Quer conhecer melhor o cenário atual do ecossistema nordestino? Então acesse aqui e faça já o download do Mapeamento de Comunidades, feito pela Abstartups em parceria com Sebrae. Lá, você encontrará dados sobre perfil das startups, diversidade, investimentos e o impacto do Covid-19 nas comunidades da região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *