fbpx

Como ser o próximo unicórnio brasileiro

O mundo infantil é conhecido pela alta criatividade, cheio de magias e criaturas fantásticas. Mas há algo que une crianças e adultos no país: a vontade de ter nas mãos um unicórnio brasileiro.

Em relação aos pequenos, a vontade é óbvia. Muitos sonham com unicórnios, criaturas semelhantes a um pônei com um chifre na cabeça, dóceis e belos. Nada de mistério nisso. 

Mas…por que raios adultos podem tanto querer um unicórnio, um animal que existe apenas na mitologia? (Pedimos desculpas, inclusive, se acabamos com alguma ilusão e/ou sonho seu aqui)

A resposta é conotativa. E ela é muito importante para você, empreendedor. Você pode não conhecer o que está por trás da expressão “unicórnio” no mundo das startups. Mas, muito provavelmente, estamos falando do seu sonho profissional.

Ficou curioso, empreendedor? Nós também ficaríamos. Mas, além de curiosos, estamos aqui para partilhar conhecimento. E não só sobre figuras mitológicas e sonhos profissionais. 

(Na verdade, não estamos aqui para falar de mitologia ou criaturas que só existem na nossa cabeça, embora também gostemos desses temas)

Para saber mais sobre o mundo das startups e do empreendedorismo em geral, nós temos uma dica muito valiosa para você. 

Na verdade, você, conscientemente ou não, já sabe o que fazer para ter acesso a vários outros temas interessantes para a sua vida profissional. E você já está nesse lugar.

Aqui, no Blog da ABStartups, você encontra uma série de textos sobre os mais diferentes assuntos, todos eles cheios de ensinamentos e insights para você e para a sua empresa. 

Quer ver como os temas que tratamos por aqui são relevantes? Nós já falamos algumas vezes sobre unicórnios – os que existem de verdade, não os mitológicos.

Depois que você acabar esse texto, nós sugerimos que você volte para essa primeira parte e lembre de clicar aqui, quando falamos sobre prováveis unicórnios de 2021.

Sim, unicórnios. Sim, em 2021. Sim, é um processo de transformação. Você, que não está entendendo nada desse papo e deve achar que estamos malucos, vai começar a entender tudo a partir de agora.

<h2>Significado de unicórnio e origem do nome</h2>

Antes de prosseguir, vamos, de uma vez por todos, dirimir toda e qualquer dúvida sobre a expressão “unicórnio” – na realidade, sobre como ela é utilizada no mundo das startups.

Você deve imaginar que toda startup começa com poucos custos e uma equipe enxuta. Mas, via de regra, startups são empresas com um potencial de escalabilidade imenso. 

E é justamente pelo potencial brutal de crescimento que uma empresa emergente do setor de tecnologia possui que a metáfora com o animal mitológico começa. 

Unicórnios, como já falamos, existem, hoje, apenas na nossa mente. Mas eles, de acordo com a arqueologia, existiam até cerca de trinta mil anos atrás. Mesmo assim, eram raros já naquela época.

Já entendeu onde queremos chegar? Se não captou, não tem problema. Aileen Lee, a fundadora da Cowboy Ventures, das principais empresas de venture capital do planeta, te ajuda.

Em 2013, ela publicou o artigo “Welcome To The Unicorn Club: Learning from Billion-Dollar Startups”. 

Em tradução livre, o título do artigo seria algo como “Bem-Vindo Ao Clube Dos Unicórnios: Aprendendo Sobre As Startups Do Bilhão De Dólares”

Como você pode imaginar, a publicação, feita no TechCrunch, importante portal de tecnologia dos Estados Unidos, causou grande impacto no mercado de startups. 

E, bem: querendo ou não, ela batizou o seletíssimo clube das startups que chegam a um valor de mercado superior a um bilhão de dólares. 

Se o seu filho(a), sobrinho (a) ou alguém de pouca idade falar que quer um unicórnio, você, agora, pode falar que também quer um. 

Não necessariamente um animal equestre, é claro. Mas você quer que um unicórnio brasileiro tenha você no comando.

<h2>Os pioneiros: primeiros unicórnios brasileiros e mundiais</h2>

Vamos seguir com Aileen Lee – como você já deve ter percebido, ela é bastante importante quando falamos sobre unicórnios. 

Na visão dela, os primeiros grandes unicórnios surgiram na década de 1990, com a expansão de empresas ligadas à tecnologia, sistemas de informação e computação ligadas ao nascente processo de globalização na qual já estava envolta a Terra.

O primeiro deles, não por acaso, foi a evolução da Alphabet.Inc – hoje a empresa é conhecida como Google. Talvez você já tenha ouvido falar dessa empresa.

É claro que existem outros tantos unicórnios no planeta. Facebook, Uber, Airbnb e SpaceX são apenas algumas delas bem conhecidas do grande público.

Sobre os unicórnios brasileiros: é claro que eles existem. E os dez primeiros tornaram-se bastante conhecidos por conta de um livro. 

Escrito por Daniel Bergamasco, “Da ideia ao bilhão: Estratégias, conflitos e aprendizados das primeiras start-ups unicórnio do Brasil” conta alguns momentos fundamentais da história de:

  • 99
  • Arco Educação
  • Ebanx
  • Gympass
  • Movile
  • Loggi
  • iFood
  • Nubank
  • QuintoAndar
  • Stone

Além da dica literária gratuita, é sempre bom destacar alguns números interessantes sobre unicórnios.

Em setembro de 2019, já eram quase quatrocentos unicórnios mundo afora – 393, para ser mais exato. 

Um ano depois, em setembro de 2020, o Brasil chegou a um número bastante satisfatório: o país bateu doze unicórnios após a VTEX chegar à marca de um bilhão de dólares em valor de mercado.

Além das dez que citamos acima, a Loft, em janeiro de 2020, e a Wildlife, no final de 2019, passaram a integrar a seleta lista de unicórnios brasileiros. Como a Movile é a proprietária do iFood, uma é somada à outra.

<h2>O que unicórnios têm em comum?</h2>

Como você pode ver, embora sejam bastante raros quando analisados no cenário panorâmico, criar um unicórnio brasilero e/ou mundial não é algo inédito. Muito longe disso, por sinal. 

E, ao analisar os casos das startups brasileiras que alcançaram um bilhão de dólares em valor de mercado, é possível identificar algumas similares entre elas. 

É claro que cada nicho possui algumas regras próprias, que mudam de acordo com o segmento de atuação. 

Também é óbvio que, como toda e qualquer empresa, cada uma possui um modus operandi diferente, que dá certo para elas e que não necessariamente pode ser aplicado em outras companhias.

Mas, via de regra, é importante que a sua empresa tenha algumas características que unem todos os cases apontados acima. Vamos a elas:

Planejamento

Um unicórnio, brasileiro ou não, sabe exatamente o que é, onde quer chegar, como conquistará tal objetivo e em qual prazo chegará a tal meta.

Também é importante conhecer o público-alvo: quanto mais a persona estiver definida, melhor e mais assertiva serão as estratégias em todos os aspectos.

Equipe

Os colaboradores são a alma de qualquer empresa, e a sua não foge à regra. Invista na equipe, premie quem estiver rendendo e busque entender os motivos pelos quais determinados funcionários e/ou áreas não estão se saindo como você esperava.

A gestão de colaboradores também é importante: saber a hora de contratar um profissional promissor e a de investir em um experiente também é algo que pode fazer a diferença.

Mentalidade

Saber como engajar os profissionais da empresa é algo fundamental para o rendimento de uma startup. Ter uma cultura organizacional bem definida idem.

Por fim: metas ousadas (mas alcançáveis) devem ser colocadas como objetivos para todos – seja como empresa, seja por áreas. Buscar metas atrevidas deve ser algo corriqueiro para todos da equipe.

<h2>Futuros unicórnios brasileiros</h2>

Já fizemos um breve histórico de unicórnios (brasileiros e mundiais) e, também, de algumas características que todos eles têm em comum.

Mas a ABStartups está sempre de olho no futuro. E, por isso, trazemos para você algumas startups que têm um imenso potencial para alcançar US$ 1 bilhão de valor de mercado em 2021 – e já falamos isso por aqui:

  • Neon

Muita gente já imagina que o banco digital já seja, inclusive, mais um unicórnio brasileiro. O ano de 2021, portanto, pode ser apenas o ano da oficialização

  • Olist

Se expandindo para cada vez mais locais, o marketplace já está disponível em vinte capitais, com grandes grupos varejistas como parceiros.

  • Resultados Digitais

Fundada em 2011, a startup catarinense de marketing digital tem mais de 25 mil clientes em mais de 20 países. É a líder do segmento no Brasil e e possui mais de 700 colaboradores.

  • Cortex

Mais uma líder de segmento no país – agora, o nicho de Growth Intelligence. Após uma rodada de investimento em 2020 que alcançou R$ 170 milhões, é esperado que ela se torne um unicórnio.

  • Pipefy

Plataforma de gerenciamento de projetos e automação de fluxos de trabalho, a empresa curitibana tem crescimento de mais de 300% por ano. O bilhão deve vir quase que naturalmente.

<h2>Tem muito mais conteúdo por aqui</h2>

Vamos além: o que não falta para você na ABStartups é informação, conteúdo e possibilidade de insights diversos para a sua empresa, seja ela do nicho e do porte que for. O próximo passo para você se tornar um dos próximos unicórnios brasileiros é ter cada vez mais conteúdo. E isso, na ABStartups, não falta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *